Trabalho voluntário com a Terapia Floral na região de Mariana, MG, com as vítimas da barragem da Samarco – parte VII

Em agosto, pela primeira vez em todo esse tempo que visito a região, “por acaso” fui parar em Paracatu de Baixo, uma das comunidades soterradas pela lama. Essa visita não estava planejada, mas me situou ainda mais em relação a gravidade da situação: o que estamos destruindo? O que estamos perdendo? A região, apesar da área atingida, é linda e comovente, verdadeiro paraíso terrestre. E celestial também. O pouco tempo em que estive lá, fez-me sentir em outra dimensão, não fosse a dimensão da realidade me trazer de volta.

 

Dia 05 de setembro fez dez meses que a barragem do Fundão rompeu e a lama (rejeito) invadiu os rios, as terras e muitas casas, causando mortes e deixando Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo inabitáveis. Muitas coisas aconteceram de lá para cá e muita luta também, mas, infelizmente, as consequências negativas continuam acontecendo, como o aumento do índice de doenças físicas (alergias de pele e respiratória) e mentais (ansiedade, depressão, estafa).

 

A nossa proposta inicial era fazer um trabalho emergencial e preventivo com as pessoas atingidas por durante um ano e percebo que esse ciclo está começando a se fechar. Ainda não sabemos como isso irá se configurar, alguma continuidade penso ser necessária e possível. Já estamos capacitando algumas pessoas para utilizarem a Fórmula Emergencial Esperança da Ararêtama, para dar continuidade ao trabalho.

 

Também, o Grupo de Extensão e Apoio em Saúde (GEAS), da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), está interessado em nosso trabalho e estamos pensando em algum tipo de parceria. Eles estão fazendo um trabalho informativo e educativo em Barra Longa bem interessante, abrangendo os temas da saúde física (toxidade), saúde mental e doenças sexualmente transmissíveis, e será bem gratificante unir nossas forças.

 

A Terapeuta e facilitadora Daniella Oliveira, minha companheira nesse trabalho, está apresentando uma proposta para levar o curso de capacitação em Terapia Floral para a região. Isso fecha com o nosso desejo de expandir a Terapia Floral por lá, pois percebo que, tanto as pessoas em geral, quanto os profissionais, têm interesse nas terapias integrativas e complementares. Expandir a Terapia Floral é uma missão para todos os terapeutas, mesmo que de outras formas, como o simples gesto de indicar uma essência.

 

Então, quando um ciclo se fecha outro se inicia. E desejo que o próximo seja bem fértil. As ideias sementes estão sendo lançadas, nossa vontade firme como a terra, regadas com as essências florais, que fazem o trabalho.

 

Abaixo na foto a Ilma e a Maria são moradoras de Barra Longa que ficam com a fórmula para dar continuidade ao trabalho quando não estamos lá.

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes

December 21, 2018

December 19, 2018

December 19, 2018

September 22, 2018

Please reload

Arquivo