Se desejar ser um representante Ararêtama, obter mais informações sobre workshops, cursos intensivos ou extensivos de formação, vivência na Mata Atlântica em Ubatuba e Cunha ou para conhecer mais sobre a Ararêtama, entre em contato: araretama@gmail.com

Este site foi desenvolvido por Prático Digital 2018 :.: praticodigital@gmail.com

Minha história de hoje é sobre bolos de aniversário. Tenho 2 filhos em idade escolar e nesta época
da vida, levar bolo para a escola e comemorar com os amigos faz parte da rotina anual.
Meu filho é uma criança que não curte muito chocolate, então adequar o gosto dele com a maioria
dos amigos é sempre um grande desafio.


Neste ano, ele me pediu para fazer bolo de iogurte de limão. Como ele era o aniversariante acatei
prontamente rss.
Quando tirei o bolo do forno, tive o insight de pingar florais nele, porque, na época, meu filho
estava passando por alguns situações desagradáveis de convivência com os amiguinhos e o que eu menos queria é que estragassem o aniversario dele. Bom, pinguei Felicidade (dos Temperos da Alma) e Ternura (do Kit de Rosas).

 

 


Quando fui buscar ele no final da aula, após a festa, a professora comentou que as crianças tinham comido muito bem o bolo, que ela nunca tinha visto eles repetirem tanto um bolo de aniversário rs.


Alguns dias mais tarde, uma das mães de um coleguinha me ligou para falar de outro assunto e
eu aproveitei e perguntei se o filho dela tinha gostado do bolo. A resposta dela fui muito boa: “Sabe
Denise, o Joãozinho (nome fictício) não come nenhum outro tipo de bolo que não seja de chocolate,
pois já tentei de tudo, mas ele me disse que o bolo do aniversário do Mariozinho (nome fictício também)estava muito gostoso, apesar de ele nunca ter experimentado antes!


Esse feedback foi muito importante pois me mostrou mais níveis em que podemos chegar com o
uso dos florais na comida... a nutrição emocional em ampla escala, chegando no como as crianças
aprendem emocionalmente a experimentar novos sabores e como a emoção tem um grande papel neste aprendizado lá no começo da introdução alimentar... me fez pensar longamente e convido todos para a mesma reflexão: quando vamos iniciar a transição alimentar do lactente, que emoções estão ali presentes? Vamos partilhar essas reflexões e pensar em como orientar nossas mamães e papais (clientesou amigos) na alimentação adequada física e emocionalmente de seus filhos.

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes

December 21, 2018

December 19, 2018

December 19, 2018

September 22, 2018

Please reload

Arquivo