CONTANDO CAUSOS FAZENDO HISTÓRIA: dia Internacional da Mulher.

Este mês de março. consagramos e homenageamos às mulheres. Ao pensar sobre o tema, nos últimos dias , resolvi escrever nesse mês, sobre minha experiência como facilitadora/integrante do ciclo da Mandala Ararêtama, uma experiência única em minha vida, que me tem proporcionado, um novo olhar, sobre meu feminino sagrado.

Ao participar desses ciclos da Mandala e fazer uso das essências da Mata Atlântica/ Ararêtama. Identifiquei que, “ancestralidade de ser mulher”, encontra eco na força do conjunto, da intimidade, no propósito comum de união e irmandade. Na essência Sagrada de cura e de revelações.

No grupo, que busca, sem medo e vergonha descobrir-se, cada qual, com sua beleza e imperfeição, a amar-se mais a cada dia, preservando sua singularidade e diferenças.

Ao fazer parte dessas dinâmicas, observei que, nossas verdades, podem ser compartilhadas, porque nos identificamos em nossas buscas. Podemos quebrar barreiras e continuarmos sendo “somente” mulheres, esposas, mães, filhas, irmãs, gestoras e curandeiras.

Neste grupo cheio de confiança, onde compartilho experiências da vida, tenho aprendido a refletir sobre novos e múltiplos, olhares, possibilitando -me revisitar, a partir de outras perspectivas, crenças e valores. Um exercício sincero de Amor e amizade.

De acolhimento e aceitação. Formamos uma egregora capaz de se apoiar e se fortalecer integradas! As vitórias de uma sao de todas! as dificuldades também! Unidas tudo podemos! Assim, é com imensa alegria que afirmo: Encontrei verdadeiras irmãs nesta viagem incrível que é a vida! Gratidão a esta Mata Atlântica e ao Sistema Ararêtama, a Sandra Epstein, que inspirou-me a trilhar esta estrada de cooperação e união.

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square