Se desejar ser um representante Ararêtama, obter mais informações sobre workshops, cursos intensivos ou extensivos de formação, vivência na Mata Atlântica em Ubatuba e Cunha ou para conhecer mais sobre a Ararêtama, entre em contato: araretama@gmail.com

Este site foi desenvolvido por Prático Digital 2018 :.: praticodigital@gmail.com

A Terapia Floral no trabalho social: vamos levantar essa bandeira!

 

Cinco de dezembro foi o Dia Internacional do Voluntário, instituído pela ONU em 1985 com o objetivo de promover ações em todas as esferas da sociedade, no mundo. O termo “voluntário” significa aquele que age por conta própria, definição ampliada pelas Nações Unidas ao aplica-la a seu sentido social contemporâneo: "O voluntário é o jovem ou o adulto que, devido a seu interesse pessoal e ao seu espírito cívico, dedica parte do seu tempo, sem remuneração alguma, a diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem estar social ou outros campos...”.

 

Um dos objetivos do Dr. Bach era que as pessoas tivessem fácil acesso aos benefícios que as essências florais proporcionam e o trabalho voluntário com a Terapia Floral torna possível uma parte desse sonho.

Além dos aspectos altruístas ou humanitários dessa ação, a meu ver, trabalho voluntário é uma forma de reparação social para a falta de assistência que uma sociedade desigual acarreta a grande parte de seus cidadãos. Há alguns anos, venho dedicando parte do meu trabalho com a Terapia Floral ao trabalho voluntário. Desde então, venho refletindo sobre esse papel social e o lugar que a Terapia Floral pode ocupar nesse espaço.

 

Apesar do desconforto que sinto ao ter que oferecer algo aos “necessitados”, não posso negar que o trabalho social através da Terapia Floral é uma das minhas maiores fontes de felicidade. Além do tempo disponibilizado para tal, os projetos giram em torno desse tema. A terapeuta floral Daniella Oliveira, minha companheira de trabalhos sociais, e eu, temos o objetivo de ampliar esse campo, não só através das nossas ações, mas também, levando essa conscientização para os terapeutas florais e os produtores das essências vibracionais. Ideias não param de surgir, tais como: dar palestras sobre o assunto, adicionar aulas com esse tema em cursos de formação do terapeuta floral, criar espaços em ONGs e ambulatórios para atendimentos, estágios para os estudantes em formação nesses locais, etc.

 

Nada disso se realiza sem parcerias. Aqui no Rio de Janeiro, a RioFlor, sempre que possível, apoia essas iniciativas, tem em seu corpo administrativo uma coordenação em Ação Social, e pretende ampliar seu campo de atuação nessa área. O curso de formação em Terapia Floral da RioFlor oferece estagio para seus alunos em parceria com essas ONGs, unindo ensino com uma prática para a ação social.

Também, alguns produtores de essências vibracionais do Brasil participam de projetos empreendendo, doando ou fornecendo suas essências. Em todos os trabalhos que participo ou participei, Sandra Epstein nos doou de cor-ação as essências do sistema Ararêtama: para o trabalho com os desabrigados após o rompimento da barragem de rejeitos em Mariana; para a Rede Postinho de Saúde para a Mulher na comunidade do Pavãozinho, no Rio de Janeiro; para a o Instituto Ensinando a Sorrir e para o Ambulatório da Igreja Nossa Senhora da Glória no Rio de Janeiro.

 

Essas iniciativas também contribuem para a divulgação das essências vibracionais e da Terapia Floral como um recurso terapêutico eficaz, expandindo o seu campo de atuação e o acesso das pessoas a esse sistema de cura. Isso é importante principalmente nesse momento em que a Terapia Floral está sendo regulamentada como profissão no Brasil e foi incluída no quadro das Práticas Integrativas e Complementares (PIC) no SUS, no inicio de 2018. Uma grande vitória, conquistada com muita luta! Que ainda não terminou, pois precisamos firmar esse espaço numa sociedade que tem um modelo rígido de ciência que rejeita práticas que não estão de acordo com todos os seus postulados. Mas, as flores existem, as essências vibracionais e a Terapia Floral também! Então, vamos brindar as conquistas e firmar nossa bandeira! Com o olhar e o coração nas ações sociais!

 

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes

December 21, 2018

December 19, 2018

December 19, 2018

September 22, 2018

Please reload

Arquivo